GAGA DEDICA CANÇÃO A LEGALIZAÇÃO DO CASAMENTO IGUALITÁRIO NOS EUA


Todos presenciamos ontem (26) o momento histórico para o Estados Unidos, onde foi aprovado o casamento igualitário entre pessoas do mesmo sexo para todo o território nacional (lá, cada um dos 50 estados têm autonomia para criar suas próprias legislações, mas a decisão da Suprema Corte vale para todo o território). O feito foi comemorado e repercutido no mundo inteiro (inclusive nós brasileiros, que decidimos mostrar nosso apoio colocando o filtro do arco-íris em nossas fotos de perfis do Facebook).

Lady Gaga, conhecidíssima pelo seu ativismo e apoio às causas LGBTQ, ficou muito feliz com o resultado (em 2012, ela chegou a tweetar que o "casamento gay vai acontecer, e deve acontecer") e comemorou-o bastante. Inclusive, hoje (27), durante o show da Cheek to Cheek Tour no Ravinia Jazz Festival, em Chicago, ela dedicou a canção "Lush Life" para a aprovação do casamento igualitário, que dá o direito de lésbicas e gays casarem em qualquer lugar do país, assim como héteros.

Eu tenho que dedicar essa canção, hoje, para o casamento igualitário. Eu sei que talvez seja um assunto delicado, mas vamos tocá-lo porque é uma vitória, é um dia especial para o amor. Então essa é para vocês, por lutarem. E também para Tony Bennett, que lutou pelos direitos civis de outros tantos", disse Gaga.

Você provavelmente não sabe, mas Tony é um grande ativista. Em 1965, ele participou da marcha histórica "Selma" ao lado de Martin Luther King e também ajudou a libertar prisioneiros de um campo de extermínio nazista durante a Segunda Guerra Mundial. Em 2007, os Estados Unidos lhe concederam o prêmio de "Cidadão do Mundo" em reconhecimento ao seu ativismo.

Ainda sobre a passagem da turnê por Chicago, os dois shows realizados no Ravinia Jazz Festival estavam esgotados, e segundo a própria cantora, o concerto foi o mais vendido da história do festival.


Nenhum comentário:

Postar um comentário