TÁ DIFÍCIL SER TIDAL: LADY GAGA VAI APOIAR A APPLE MUSIC


Poucos meses atrás, a indústria fonográfica quase entrou em colapso com o lançamento do Tidal, empresa de streaming de músicas adquirida pelo dono-do-mundo-do-rap-e-do-espaço-aéreo-mundial, a.k.a. Sr. Carter, Jay Z. Reunindo os maiores nomes da indústria atualmente, o lançamento do Tidal prometia uma virada de jogo dos artistas inconformados com a disponibilização gratuita de suas músicas que estaria prejudicando a lucratividade e desmerecendo seus trabalhos.


O diferencial do serviço do Sr. Carter era a tomada de controle pelos próprios artistas, que se tornaram sócios e aumentaram a porcentagem de repasse para suas músicas, e a não disponibilização gratuita de conteúdo. O tempo passou, o Tidal - assim como o 'barro' - não aconteceu e o Spotify continuou reinando absoluto nesse mundo louco de ouvir músicas à vontade. E pra derrubar de vez esse avião chamado Tidal do tio Carter, e bater de frente com os outros serviços do meio (Rdio, o próprio Spotify, Deezer, etc.) a empresa da maçã anunciou o lançamento do Apple Music.

Mas o que isso faz nossa equipe de redatores escrever uma matéria? Simples, porque nós queríamos esfregar na cara da sociedade-anônima-dos-haters que tanto pisotearam na cara da atual dona do Jazz e da Alice Tour quando o Tidal foi lançado e ela não estava entre os poderosos sócios que trocaram os avatares das suas redes sociais por aquele fundo azul ri-dí-cu-lo. Mas por que estaríamos querendo esfregar isso na cara da humanidade, você ainda se pergunta. Simples! Porque a Gaga anunciou nessa tarde, através da sua conta no Twitter, que estará fazendo parte do serviço que vai ser lançado pela Apple - a dona do iTunes e daqueles eletrônicos super hypados que todo mundo quer ter em casa e no bolso.

O projeto está sendo encabeçado por Jimmy Iovine e foi anunciado ontem (08), em São Francisco na WWDC. O aplicativo unirá o serviço de streaming com uma estação de rádio ao vivo pro mundo todo, bem como uma rede social exclusiva chamada Connect, onde os artistas terão uma página onde podem compartilhar conteúdos exclusivos com seus fãs. O diferencial do serviço é que ele dará a opção de assinatura compartilhada, onde você paga um preço único e ganha o direito de ter dois ou mais usuários compartilhando o pacote. O Apple Music será compatível com todos os produtos da Apple.



Tão feliz por Tim, Jimmy e todos na Apple Music e Beats1. Estou animada por fazer parte disso.

Apple Music vai ser lançado no próximo dia 30 (de junho), e após um período de três meses de teste gratuito, passará a custar US$ 9,99 para o plano de apenas um usuário. O aplicativo também vai estar disponível para quem tem utiliza o programa do iTunes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário