TIL IT HAPPENS TO YOU ESTÁ FAZENDO SUCESSO NAS BALADAS E NÓS NÃO SABEMOS O QUE DIZER


Essa é uma daquelas notícias que nós não sabemos muito o que pensar e dizer sobre ela, simplesmente porque não sabemos dizer se é algo bom ou ruim. A Billboard tem uma parada que calcula o sucesso de músicas nas baladas através dos remixes feitos por DJs nos Estados Unidos, a Dance Club Songs, e essa semana "Til it Happens to You" - co-escrita por Lady Gaga e Diane Warren - chegou à segunda posição na tabela (#2).

Até aí não há nada de estranho, não fosse o fato de que a canção fala sobre estupro e o quão difícil é passar por essa situação numa sociedade misógina e machista, que prefere esconder a existência de situações desse tipo e culpabilizar as vítimas - sabe, aquela vela história de "ela pediu por isso" ou "ela não deveria sequer reclamar, já que tem alguém querendo". A canção faz parte do documentário The Hunting Ground, que trata sobre essas casos de estupro de estudantes mulheres em campus universitários dos Estados Unidos. Pra se ter uma ideia, o impacto da canção é tão sério que a Gaga, junto ao governador do Estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, escreveu uma carta aberta ao parlamento norte-americano pedindo a aprovação de uma lei voltada ao combate dos casos de abuso em instituições de ensino. O pedido foi aprovado algum tempo depois.

É inegável a qualidade da canção, mas o que realmente nos faz questionar essa notícia é o fato de que pessoas estão se divertindo, dançando e cantando nas pistas de dança uma canção que fala sobre algo que não é nada divertido ou estimulante para uma noitada. Nas mãos de DJs como Tracy Young, Matt Consola e outros, a canção tem feito verdadeiro sucesso. Só pra você entender, na atualização do dia 19, a canção estava em #8; na semana seguinte subiu para #4, chegando ao seu pico nessa atualização, em #2

Se é errado tocar essa música em baladas? Não. Se estamos recriminando o sucesso da canção? Não. Se somente pessoas que passaram por casos de abuso deveriam ouvir/cantar/reproduzir Til it Happens to You? Claro que não. Só estamos dizendo que é preciso ter cuidado para que não acabemos esvaziando a música de seu significado e importância, e reduzirmos ela a apenas um hit de baladas.

Fica aí o debate.

Nenhum comentário:

Postar um comentário